Bolha de 1929

Os anos 20 foram tempos de paz e grande prosperidade. Após a primeira guerra mundial, esta prosperidade foi alimentada por uma grande industrialização e novas tecnologias, como o rádio ou o automóvel. A aviação começava também ser uma realidade. A economia beneficiou muito de novas tecnologias que mudaram o dia a dia.

À medida  que o DJIA (Dow Jones Industrial Average) galopava, muitos investidores começaram a comprar acções. Estes activos eram vistos como activos seguros pela maioria dos economistas, devido à expansão da economia. Os investidores começaram a comprar acções em margem. Por cada dolar investido, um utilizador pedia emprestado 9 dolares de valor em acções. Logo se a acção subisse 1% o investidor irira receber 10% do capital realmente investido. Esta alavancagem também funciona no sentido contrário, se o activo gerasse perdas de 1% o investidor iria perder 10% do capital realmente investido. Loog se uma acção tivesse perdas avultadas, o investidor poderia perder todo o seu dinheiro e quem sabe ficar a dever ao seu corretor.

De 1921 a 1929, o Dow Jones passou de 60 para 400! Milionários foram criados quase instantâneamente. Rapidamente o mercado de acções passou a ser o passatempo preferido dos EUA. Invetidores hipotecaram as suas casas, e investiram poupanças de uma vida em acções muito arriscadas, como a FORD e a RCA. Para o investidor comum, acções eram rendimento certo. Poucas pessoas estudavam os fundamentais das empresas em que investiam. MIlhares de empresas fantasmas foram criadas, burlando assim investidores menos atentos. A maioria deles nem sonhava que um crash fosse possivel.  Para eles o mercado iria sempre subir.

Em 1929, o FED subiu a taxa de juro várias vezes para arrefecer o mercado de acções. Em Outubro a queda começou (Bear Market). Numa Quinta-Feira, 24 de Outubro de 1929, as vendas começaram, quando os investidores chegaram a colclusão que os preços das acções estavam assentes em falsos pressupostos, neste momento a bolha rebentara. Investidores alavancados tentavam fechar as suas posições. Estes investidores milionários ficaram falidos instantaneamente ao verem as suas posições dizimadas nos dias 28 e 29 de Outubro. Em Novembro, O Dow Jones tinha passado de 400 para 145. Em três dias o NYSE (New York Stock Exchange) perdeu cerca de 5 mil milhoes de dolares em valor das capitalizações. No fim de 1929 este valor cifrava-se nem decréscimo de 16 Mil milhões de dolares.

Para piorar o clima económico, muitos bancos tinham investido o dinheiro dos depósitos efectuados nos seus bancos em acções. Este dinheiro estava perdido. Os banqueiros tentavam retirar o seu dinheiro todo de uma vez dos bancos, e a corrida aos bancos começou. Os maiores bancos e corretoras tornaram.se insolventes, adicionando assim mais uma razão para queda da economia. O sistema financeiro estava irreconhecivel. Muitos especuladores falidos, que foram em tempos aristocratas, cometeram suicidio saltando de edificios. Estima-se que 140 Mil milhões de dolares desapareceram e 10.000 bancos abriram falência.

O crash de 1929 foi benéfico para alguns. Jesse Livermore previu a crise economica e entrou em posição contrária ao mercado (short). Este investidor fez cerca de 100 Milhoes de dolares. Joseph Kennedy, o pai de John F. Kennedy, vendeu antes de 1929 e conseguiu guardar milhões de lucro. Este vendeu pela aumento de novatos no mercado a especularem em acções. Estes investidores são conhecidos como “smart money” (dinheiro inteligente) que lucram quer o mercado suba ou desça.

O crash do mercado de acções lançou a Grande Depressão. Esta depressão durou entre 1929 e meados dos anos 30. Um terço dos americanos estavam no limiar da pobreza. O dow Jones apenas passou o valor de 1929 em 1955, 26 anos depois.

Este crash foi identico a muitos outro. O padrão clássico de euforia e irracionalidade irá sempre gerar consequencias economicas devastantes. Aprender a identificar este tipo de padrões irá fazer com que consiga sair a tempo de não perder os lucros passados e também em alguns casos ganhar, tanto com o mercado em sentido ascendente como em sentido descendente.

NB: Este artigo foi escrito com base em leituras efectuadas na internet. Se tem informação adicional para este artigo por favor coloque a mesma no forum.

partilhar

Deixar uma resposta