Era uma vez um PPR… – OE2011

Com a apresentação do novo Orçamento de Estado para 2011, os benefícios fiscais com os PPR não se extinguindo, acabam por deixar de fazer sentido.

Como o governo com este orçamento passa a colocar tectos máximos nos benefícios a obter. Logo caso tenha alguns benefícios em PPR/Fundos de pensões, regime público de capitalização, encargos suportados com a reabilitação de imóveis, investimentos em Investidores de Capital de Risco (ICR), equipamentos de energias renováveis, prémios de seguros de saúde e cooperativas de habitação.

Os máximos por escalão são os seguintes:

• 3º escalão – € 100;
• 4º escalão – € 80;
• 5º escalão – € 60;
• 6º escalão – € 50;
• 7º escalão – € 50;
• 8º escalão – € 0.

Contando que antigamente os benefícios poderiam chegar aos 400€, torna-se no próximo ano menos apetecível subscrever um PPR.

Logo…. Era uma vez um PPR… 🙂

partilhar

Deixar uma resposta