Fundos de investimento e rácio de Sharpe: escolhas e medida

Dois fundos. Uma escolha. Uma aposta: rácio de Sharpe. É uma das nossas recomendações face à sua indecisão entre dois fundos de investimento da mesma categoria (condição obrigatória). E por quê?

O rácio de Sharpe é uma medida que ao combinar a rendibilidade a auferir e o risco inerente da aplicação permite avaliar a performance de um fundo. Matematicamente falando, este parâmetro é calculado com os dados dos últimos 36 meses, dividindo o excesso de rendibilidade obtida pelo fundo (face à de um activo sem risco) pelo desvio padrão desse mesmo excesso de rendibilidade.

Assim, quanto maior for o rácio de Sharpe melhor será o comportamento do fundo no período analisado e, por conseguinte, mais reforçada sairá a sua escolha.

Tente, então, não investir em fundos cujo rácio de Sharpe seja inferior a 1. E lembre-se:

  • Rácio igual ou superior a 1 → bom;
  • Rácio igual ou superior a 2 → muito bom;
  • Rácio igual ou superior a 3 → excelente.

Fonte: http://www.investopedia.com/articles/07/sharpe_ratio.asp#axzz1jAiSxc8k

partilhar

Deixar uma resposta