Cálculo da Pensão de Reforma – Explicação Detalhada: como calcular a sua reforma em 7 passos?

Cálculo da Pensão de Reforma

Seguindo as regras previstas no Decreto-Lei n.º 187/2007 (10 de Maio) (clique para abrir), o trabalhador que se tenha inscrito na Segurança Social antes de 2001 terá numa primeira fase que calcular duas remunerações de referência. Só assim, é que conseguirá prever quanto é que vai ter de reforma.

Fonte: http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO042693.html?page=1

Cálculo da Pensão de Reforma passo-a-passo

Assim, para o ajudar a calcular o valor da sua pensão de reforma, deixamos aqui os 7 passos que poderá seguir e uma breve explicação de cada um deles.

1º Passo: Revalorização dos salários

Consiste em revalorizar os seus salários com base nos quais descontou para a Segurança Social. Para tal é necessário ter o registo dos salários auferidos ao longo dos anos e multiplicar o valor anual por um coeficiente que todos os anos é actualizado e que em 2012 é de 1,0000.

Coeficientes de Revalorização de Remunerações – Portaria n.º 241/2012

(clique para abrir)

2º Passo: Cálculo das remunerações de referência

  • 1ª Remuneração de referência

Atende aos salários revalorizados de toda a carreira contributiva (40 anos de descontos, no máximo; caso tenha descontado por mais anos escolher-se-á os de valor mais elevado).

De seguida, somam-se as remunerações destes 40 anos e divide-se por 40. O resultado é dividido por 14 para se obter a remuneração média mensal.

  • 2ª Remuneração de referência

Tem em conta as remunerações anuais revalorizadas dos últimos 15 anos de carreira contributiva. Para o cálculo da sua pensão de reforma, passa-se a considerar apenas as 10 mais elevadas.

3º Passo: Cálculo da pensão de reforma

Para calcular o valor da sua pensão de reforma, dois caminhos podem ser seguidos:

1. Se inscrito antes de 2001 na Segurança Social

Terá de ter em conta as duas remunerações de referência e o factor de sustentabilidade (ver 6º passo).

2. Se inscrito depois de 2001 na Segurança Social

Terá que considerar toda a carreira contributiva.

4º Passo: Qual a pensão que se escolhe?

O valor da sua pensão e o peso dos descontos por si efectuados (quer sejam relativos toda a sua carreira contributiva quer sejam as suas 10 remunerações mais elevadas dos últimos 15 anos de descontos) variam em função do número de anos que descontou para a Segurança Social e da data a partir da qual pode aceder à reforma.

Existe contudo a seguinte situação:

Quando a pensão calculada com base em toda a carreira contributiva é superior à que resulta do cálculo entre toda a carreira e os melhores 10 dos últimos 15 anos de descontos, a pensão de reforma a atribuir é a mais elevada.

5º Passo: Bonificações

Se trabalhou para além da idade legal da reforma (65 anos) terá uma bonificação no valor da pensão. Assim:

  • Se tiver mais de 40 anos de descontos para a Segurança Social, terá uma bonificação de 1% (no máximo) por cada mês a mais de trabalho;
  • Se tiver entre 15 e 24 anos de descontos, terá uma bonificação de 0,33% (no mínimo) por cada mês a mais de trabalho.

6º Passo: Factor de sustentabilidade

Aumentando a esperança média de vida, o valor da pensão de reforma diminui.

A esperança média de vida aos 65 anos é calculada pelo Instituto Nacional de Estatística e é sobre este cálculo que se chega ao factor de sustentabilidade.

Para mera informação, o factor de sustentabilidade para 2011 foi de 3,92%. Isto significa que quem se reformou a partir de Janeiro deste ano, teve um corte de 3,92% no valor da sua reforma.

7º Passo: O valor da pensão de reforma

Concluindo …

O valor da sua pensão de reforma será o mais elevado que resultar do valor apurado para toda a sua carreira contributiva ou da conjugação desta com os seus melhores 10 dos últimos 15.

A este basta depois somar as possíveis bonificações e subtrair o factor de sustentabilidade. E já está. Feito isto encontrará o valor correspondente à sua pensão de reforma.

Comentários

6 comentários a “Cálculo da Pensão de Reforma – Explicação Detalhada: como calcular a sua reforma em 7 passos?”

  1. […] … pedidos, cálculos e explicaçõesNo início do mês, o Maisvalias partilhou consigo o artigo:Cálculo da Pensão de Reforma – Explicação Detalhada:como calcular a sua reforma em 7 passos?(clique para abrir)Com base no qual poderá mais facilmente […]

  2. Avatar de fatima tavares
    fatima tavares

    Muito Bom Dia

    E se tiver só 3 anos de descontos? Tambem tem direito á reforma?

  3. Avatar de rui
    rui

    Tenho 45 anos de desconto e 59 anos de idade. trabalhei por conta de outrem entre 1967 e 1997, de 1997 a 2007 como socio gerente, entre 2007 e final de 2011 como profissional liberal, e apartir de janeiro de 2012 passei a trabalhar por conta de outrem.
    Quanto tempo tenho de trabalhar para ter direito a fundo de desemprego?
    no caso de entrar no desemprego, apartir de quando posso pedir a reforma antecipada, e qual a penalização.

    obrg
    Rui Carvalho

  4. […] Cálculo da Pensão de Reforma – Explicação Detalhada:como calcular a sua reforma em 7 passos? […]

  5. Avatar de Maria de Fátima Correia Silva
    Maria de Fátima Correia Silva

    Bom dia,
    Tenho 63 anos, trabalhei 36 anos em Portugal e 3 nos Estados Unidos. Estou no fundo de desemprego há 2 anos. Quando acabar o fundo de desemprego daqui a um ano, posso pedir a reforma, serei penalizada? Tive 2 vezes no fundo de desemprego (com esta é a terceira, o tempo de fundo de desemprego conta como?)
    Obrigada,
    Mªde Fátima Silva

  6. Avatar de joaquim rogerio correia marques
    joaquim rogerio correia marques

    tenho 40 anos de descontos 55 de idade posso pedir a reforma antecipada

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.