Bancos mudam cartões para receber mais comissões

Share

O Bes, o Santander e a CGD “ofereceram” aos seus clientes cartões Multibanco que são um misto entre cartão de débito e cartão de crédito. Tudo para receberem comissões mais elevadas quando estes instrumentos são usados no pagamento de compras e/ou serviços, de acordo com uma notícia do Público.

De facto e aparentemente, a CGD foi ainda mais longe, alterando as características de milhares de cartões Multibanco sem ter procedido à substituição física dos cartões já na posse dos clientes. O Banco de Portugal reprovou esta situação e obrigou à alteração dos procedimentos implementados.

Esta nova modalidade de cartões – conhecida por “cartões de débito diferido” – pode não implicar custos acrescidos para os clientes, mas alteram, de forma significativa, a gestão das contas à ordem, facto que motivou várias queixas na CGD.

Ainda na CGD, o Banco de Portugal levou a cabo uma auditoria para atestar a forma como estes produtos financeiros estão a ser comercializados, recomendando a rápida substituição dos cartões Multibanco dos clientes que não estão satisfeitos com o sistema de “débito diferido”.

Ainda que os clientes aceitem este novo sistema de cartões Multibanco, a sua subscrição está obrigada à contratualização de uma linha de crédito e à assinatura de um novo contrato, sendo que o cliente terá sempre de ter acesso à ficha de informação normalizada do cartão Multibanco que está a contratualizar.