Automóveis – quebra de 40,4% até Agosto de 2012

O número de automóveis ligeiros de passageiros novos vendidos baixou 40,4% até Agosto de 2012, em comparação com período homólogo em 2011. Foi vendida uma média de 5500 veículos novos por dia, de acordo com dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

Se a comparação for apenas feita considerando o mês de Agosto, a percentagem de queda fixa-se nos 33,1%, em relação ao mesmo mês de 2011. Em comparação, a variação registada em Agosto para ser inferior à média registada nos primeiros oito meses do ano, mas a ACAP faz a seguinte ressalva: “o facto de o mercado ter apresentado uma evolução fortemente negativa desde Junho de 2011 tem conduzido a quedas homólogas mensais menos acentuadas no segundo semestre”.

Há 20 meses consecutivos, têm sido observadas reduções significativas nas vendas de automóveis ligeiros de passageiros novos e o mesmo se aplica ao sector dos comerciais ligeiros e veículos pesados. A situação foi particularmente grave nos primeiros meses de 2012, onde as vendas atingiram quebras de quase 50% em termos homólogos.

Para a Associação Automóvel de Portugal, não há dúvidas: esta redução na venda de veículos automóveis está a ter efeitos muito negativos na receita fiscal do Estado com o Imposto Sobre Veículos. Para a Associação, a descida registada até Julho de 2012 – 45,1% – nas receitas obtidas com este imposto “é resultado da desastrosa política fiscal sobre o automóvel que foi introduzida com o Orçamento do Estado para 2012. Esta situação coloca em sérias dificuldades as empesas do sector e traduz-se numa significativa perda de receitas para o Estado.”

O comunicado de imprensa pode ser consultado aqui. A seguir, reproduzimos o gráfico, com dados de 2011 e 2012. referente às vendas de automóveis.

partilhar

Deixar uma resposta