Portugal terá segundo maior corte salarial da UE no setor público

2,5% de redução da massa salarial do setor público em 2014

Em 2013, será a vez do setor privado a pagar o ajustamento nominal na massa salarial e o setor público será mais poupado por via da reposição de subsídios, mas, em 2014,  no contexto do plano de refundação do Estado e de cortes na despesa, Portugal terá a segunda maior redução salarial nominal pública da União Europeia (UE).

Portugal deverá registar uma redução nominal de 2,5% da massa salarial de ordenados públicos, a segunda maior da UE a seguir à da Grécia (7,5%), e que acumula com a quebra recorde de quase 16% deste ano e de quase 8% do ano anterior.

O pelouro das Finanças, liderado pelo ministro Vítor Gaspar, conta alcançar essa redução por via de medidas como a da revisão das tabelas salariais, da criação de uma bolsa de excedentários na função pública e do aumento do horário de trabalho.

partilhar

Deixar uma resposta