Subsídio de Alimentação 2013 – Vale de Refeição: Alternativa Fiscal Vantajosa

Perante o aperto na carga fiscal do subsídio de alimentação esperado para 2013, os vales de refeição parecem ser uma boa alternativa … fiscalmente falando.

Actualmente, e tal como já lhe demos a conhecer através da nossa rubrica,

Subsídio de Alimentação para 2013 (Oficioso)

(clique para abrir)

para que um subsídio de alimentação pago a dinheiro esteja isento de IRS e Segurança Social, o seu valor diário não pode ser superior a 5,12 euros.

Já em 2013, qualquer subsídio de alimentação pago em dinheiro que exceda os 4,27 euros passa a pagar IRS e contribuições para a Segurança Social. Desta forma, fazendo as contas, o montante mensal isento de tributação será de 93,94 euros.

Neste contexto, os vales de refeição ganham novamente lugar de destaque, já que são fiscalmente mais vantajosos, por comparação com o pagamento pago em dinheiro.

Isto porque, quando o pagamento do subsídio de alimentação é feito mediante a atribuição de vales de refeição, o montante máximo de isenção pode ir até 6,83 euros.

Fontes:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=591989

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/dinheiro/subsidio-de-refeicao-subsidio-de-alimentacao-oe2013-orcamento-do-estado-jpab-joana-carneiro/1394676-3851.html

partilhar

Deixar uma resposta