2013 – Conheça os bens e serviços cujos preços vão subir

2013 traz novos (aumentos) preços em bens e serviços

2013 chegou e com ele vem nova subida de preços nos bens e serviços, ainda assim, a taxa de inflação deverá ser inferior à registada em 2012.

O Governo, Banco de Portugal e as instituições internacionais esperam um abrandamento da taxa de inflação em 2013. Prevendo que o aumento dos preços se fique pelos 0,9% (apenas a Organização para a Cooperação de Desenvolvimento Económico espera que seja diferente, nos 0,8%).

Assim, a inflação em 2013 deve ficar nos 2,8%, segundo as estimativas do Governo, FMI, e Banco de Portugal, enquanto a Comissão Europeia espera que atinja os 2,9% e a OCDE se fique pelos 2,7%.

Conheça agora os preços de bens e serviços que vão subir:

Eletricidade e gás – A eletricidade vai subir 2,8% e o gás 2,5% a partir de hoje. Este valor será revisto trimestralmente até ao final de 2015, altura em que o mercado ficará totalmente liberalizado.

Telecomunicações – TMN, Optimus e Vodafone devem subir os seus tarifários em 3% a partir de fevereiro.

Transportes – O preço médio dos transportes públicos em 2013 vai aumentar em 0,9% para 2013 segundo despacho governamental que estabelece o aumento dos transportes, publicado a 19 de dezembro.

Portagens – Segundo dados revelados pelo INE, os preços das portagens nas autoestradas e ex-SCUT vão aumentar cerca 2,03% em janeiro.

images (1)Tabaco e bebidas alcoólicas – O preço do tabaco e das bebidas alcoólicas deve sofrer nova alteração/aumento em 2013 por força de mais aumentos de impostos incluídos no Orçamento do Estado para 2013 que deverá implicar um aumento no preço de venda ao público dos cigarros, tabaco de enrolar, charutos, cigarrilhas, cerveja e outras bebidas alcoólicas.

Rendas – Contratos de arrendamento posteriores a 1990 vão ter, em 2013, um aumento máximo de 3,4%, enquanto nos outros casos a atualização será negociada com o senhorio ou calculada segundo o valor fiscal do imóvel.

Taxas moderadoras – Na saúde vão aumentar em janeiro de acordo com a inflação (segundo valor da inflação divulgada pelo INE relativa ao ano civil anterior), com exceção das consultas de medicina geral e familiar nos centros de saúde. Assim, uma consulta de especialidade no hospital sobe dos atuais 7,50€ para 7,71€. Já as taxas moderadoras das consultas de medicina geral e familiar nos cuidados primários mantêm-se nos atuais 5€.

Jornais – Uma das poucas exceções no que aumentos diz respeito, pois a maioria dos jornais não irá aumentar preços em 2013 ou ainda não tomou uma posição pública sobre a matéria.

Fonte: Jornal Expresso. 

 

 

partilhar

Deixar uma resposta