Indemnizações por despedimento só devem baixar em 2014

Operacionalizar o Fundo de Compensação do Trabalho (FCT) e o Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho (FGCT) demora perto de um ano

Pedro Mota Soares, ministro da Solidariedade e da Segurança Social, afirmou ontem, depois da reunião de concertação social, que “operacionalizar todo um fundo é um processo que terá as suas dificuldades, que implicará mais recursos humanos e informáticos. A estimativa que temos vindo a transmitir aos parceiros é que só conseguiremos implementar um fundo como estes no prazo de nove a doze meses”, garantindo ao mesmo tempo a intenção do Governo em garantir a “simultaneidade” entre o corte nas indemnizações e os novos fundos.

Pelas palavras do ministro pode-se deduzir que a redução das indemnizações e os fundos de compensação em caso de despedimento entrarão em vigor, apenas, no final de 2013 ou início de 2014.

images

partilhar

Deixar uma resposta