PIB diminuiu 3,2% em 2012 – a maior recessão desde 1975

PIB diminuiu 3,8% no 4.º trimestre de 2012

Dados hoje revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) demonstram que o “Produto Interno Bruto diminuiu 3,2% em volume no conjunto do ano de 2012 e 3,8% no 4.º trimestre de 2012” o que passa a ser a maior recessão, em Portugal, desde 1975,  ano em que o PIB caiu 5,1 % (embora os dados não possam ser totalmente comparáveis).

Eis o resumo dos dados hoje revelados pelo INE:

Em 2012, o Produto Interno bruto (PIB) diminuiu 3,2% em volume, após a redução de 1,6% observada no ano anterior. A redução mais acentuada do PIB refletiu a diminuição do contributo positivo da procura externa líquida, que passou de 4,7 pontos percentuais (p.p) em 2011 para 3,9 p.p., em resultado da desaceleração das Exportações de Bens e Serviços, e o contributo negativo mais significativo da procura interna, traduzindo a redução mais intensa do consumo privado. A economia Portuguesa apresentou uma Capacidade Líquida de Financiamento em 2012 de 0,4% do PIB (Necessidade de Financiamento de 5,6% no ano anterior). Esta evolução deveu-se, em larga medida, à melhoria do Saldo Externo de Bens e Serviços e do Saldo dos Rendimentos Primários.
No 4.º trimestre de 2012, o PIB registou, em volume, uma diminuição de 3,8% em termos homólogos (-3,5% no trimestre anterior). Comparativamente com o 3.º trimestre de 2012, o PIB reduziu-se 1,8% em volume. O contributo positivo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB diminuiu significativamente, refletindo uma diminuição menos acentuada das Importações de Bens e Serviços e uma redução das Exportações de Bens e Serviços. Em sentido oposto, a procura interna apresentou um contributo menos negativo para a variação homóloga do PIB, traduzindo sobretudo a redução menos expressiva do Investimento.

Aceda aqui ao texto integral e aos quadros de destaque completos publicados pelo INE.

transferir

partilhar

Deixar uma resposta