Portugal vs. Espanha – Comparações em números

Comparação entre os dois países ibéricos em números

O Instituto Nacional de Estatística (INE) publicou hoje dados referentes a “Portugal e Espanha: Realidade ibérica e comparações no contexto europeu – 2012”.

Esta é a realidade de Península Ibérica em números, desde a taxa de crescimento da população ao salário mínimo passando por exposição à poluição entre outras temáticas.

Replicamos de seguida o resumo dos dados hoje revelados pelo INE:

A Península Ibérica tinha cerca de 57,4 milhões de habitantes, existindo 4 residentes em Espanha para 1 em Portugal, de acordo com os dados dos Censos 2011 de ambos os países.
A taxa de crescimento da população registou tendências diferentes. Portugal assistiu a um crescimento menos acentuado (1,9%) do que o verificado no período intercensitário anterior; Espanha atingiu o valor mais elevado desde 1900: 12,9%. Em ambos os países, o crescimento da população ficou a dever-se, sobretudo, à imigração.
Em vinte anos, o número de filhos por mulher, em Portugal, decresceu de 1,56 (1990) para 1,36 (2010). Espanha registou baixas taxas de fecundidade muito mais cedo, embora tenha mantido uma relativa estabilidade ao longo das 2 décadas: 1,36 e 1,38 filhos por mulher, em 1990 e em 2010.
O salário mínimo, em 2012, era de 565,8 € em Portugal e de 748,3 € em Espanha  .
As populações urbanas em Portugal estiveram, em geral, menos expostas à poluição por ozono do que em Espanha e no conjunto da União Europeia.

Aceda aqui ao texto integral completo e quadros de destaque do INE, veja as comparações entre Portugal e Espanha e tire as suas conclusões.

Logo_INE

 

partilhar

Deixar uma resposta