Um Terço do Desemprego Europeu é Espanhol!

Aqui lhe deixamos um pequeno retrato de algumas das estatísticas que definem Espanha nos dias de hoje. Estas afetam de certeza Portugal, o seu desemprego e o seu PIB.

Desemprego:

Com Espanha em recessão há 7 trimestres consecutivos, o desemprego é de 6,2 milhões de pessoas contrastando com os 13.1 do resto da Europa. Parecem assim estar por terra as Promessas de Rajoy relativamente ao ponto de viagem acontecer no segundo trimestre de 2013. O consenso dos analistas aponta para que o desemprego ultrapasse os 28%.

Receita do Estado VS PIB

Com uma receita em percentagem do PIB pouco superior a 35% (a de Portugal é pouco superior a 40%). As medidas de aumento de impostos acabaram por se tornar ineficientes para gerar um aumento deste rácio o que indicia que o volume sujeito a impostos baixou ou que existe um aumento na economia paralela que não conta para o PIB. Estudos apontam para que a economia paralela em Espanha seja de 20% do PIB, que é a segunda maior em toda a Europa, só ultrapassada pela Itália com 21%.

Mercado de Habitação

20130723_Spain4_0-1

Tudo indicia que o mercado de habitação espanhol continue a contrair. Num país onde em 10% das habitações não existe ninguém com salário, o preço das casas desceu 35,5% desde o seu pico e estimativas apontam para uma queda de 13% em 2014.

 

 

 

Assim sendo a tão falada recuperação da Europa poderá estar agarrada a uma Espanha partida, com desemprego alto, escândalos políticos e uma recessão longa. Assim sendo a recuperação portuguesa, estará certamente adiada até melhores ventos vindos de Espanha.

Fontes: Bloomberg e ZeroHedge

 

 

 

partilhar

Deixar uma resposta