Subsídio de desemprego europeu

O Fundo Monetário Internacional – FMI – divulgou hoje um documento com uma proposta de união orçamental para a zona euro. Entre as propostas apresentadas pelos peritos do FMI consta mais disciplina, mais união e maior partilha de risco incluindo um mecanismo comum de combate ao desemprego.

Segundo o relatório as principais vantagens são: a necessidade de harmonizar os impostos sobre o trabalho, bem como os direitos de pensões rumo à criação de um verdadeiro mercado de trabalho único. As desvantagens: a transferência destes fundos europeus poderia não ser atempada e a subsidiação do desemprego poderia ser um desincentivo aos países com um mercado de trabalho mais degradado a fazer reformas, para contornar estas desvantagens, este seria destinado apenas a subsidiar o desemprego de curta duração.

Aceda aqui ao documento do FMI.

Fonte: Económico.

FMI

 

partilhar

Deixar uma resposta