Taxa de fecundidade atinge níveis muito preocupantes

No âmbito do Dia Internacional da Família, que se celebra dia 15 de maio, o INE revelou hoje dados relativos às famílias em Portugal.

Resumo
As famílias têm hoje uma dimensão significativamente menor do que há 50 anos. Apesar de o casal continuar a ser a forma predominante de organização familiar, o seu peso estatístico recuou, em particular o dos casais com filhos. Em contrapartida, ganharam importância os casais sem filhos, as famílias monoparentais e as pessoas a viver sós.
Em simultâneo, acentuaram-se as tendências de mudança relativamente à vida em casal com o aumento das uniões de facto, dos nascimentos fora do casamento e da recomposição familiar. A taxa de fecundidade atingiu níveis muito preocupantes e a esperança média de vida aumentou.
Estas transformações implicaram uma mudança progressiva e persistente em direção a novas formas de viver em família.

Aceda aqui ao documento integral (em pdf).

família

partilhar

Deixar uma resposta