Para que servem as eleições primárias?

A 28 de Setembro será eleito o candidato a líder do Partido Socialista (PS) através de eleições primárias.

Mas afinal o que são e para que servem as eleições primárias?

As eleições primárias são eleições que servem para escolher o candidato (ou cabeça de lista) de um determinado partido às eleições presidenciais, legislativas ou locais. Nas eleições primárias, todos os cidadãos, mediante os critérios definidos pelo partido em questão, podem votar, sendo ou não militantes do partido. Este modelo adotado pelo PS acontece igualmente, por exemplo, noutros pontos da Europa (onde se inspirou o do PS) e nos EUA.

Eleições diretas vs. eleições primárias

Nas eleições diretas apenas podem votar os militantes do partido, já nas eleições primárias todos os cidadãos podem votar – desde que cumpram os requisitos estipulados pelo partido que está a levar a cabo este escrutínio. Além disso, as diretas servem para eleger cargos internos dos partidos, enquanto as primárias servem para eleger o cabeça de lista de um determinado partido a eleições nacionais (europeias, legislativas ou autárquicas).

Requisitos para poder votar nas próximas eleições primárias do PS

Nas primárias socialistas do dia 28 de Setembro vão poder votar todos os eleitores que sejam militantes e simpatizantes do partido. Obviamente, nenhum militante de outro partido pode votar. No caso dos simpatizantes é necessário assinar um compromisso de concordância com a Declaração de Princípios do Partido Socialista. Ao contrário do que acontece noutros países, não é necessário o pagamento de nenhuma contribuição monetária aos eleitores para votar nas primárias do PS.

O Maisvalias iniciou uma votação para saber qual será, para os nosso leitores, o vencedor das primárias do PS.

Vote em maisvalias.com

primárias ps

partilhar

Deixar uma resposta