Imposto Único Circulação 2015 (IUC 2015)

No Orçamento do Estado para 2015, continuamos a ver uma persistência no principio do utilizador pagador, resumindo, quem usa paga. No próximo ano, continuará a pagar mais de IUC do que de seguro contra “terceiros”. Pelo menos é o que acontecerá na maioria dos casos.

Caso tenha um veiculo ligeiro, deverá verificar qual o seu escalão de CO2 e qual a sua cilindrada, após isso deverá somar as duas parcelas e usar o multiplicador dependendo do ano do seu carro. Use a tabela B para carros ligeiros, a tabela A será para pesados de mercadorias.

Categoria A

Combustível Eletricidade Imposto anual segundo
Gasolina Outros Produtos Voltagem  o ano da matrícula (em euros)
Cilindrada (cm3) Clilindrada (cm3) Total Após 1995 De 1990 a 1995 De 1981 a 1989
Até 1000 Até 1500 Até 100 17,47 11,01 7,73
Mais de 1100 até 1300 Mais de 1500 até 2000 Mais de 100 35,06 19,7 11,01
Mais de 1300 até 1750 Mais de 2000 até 3000 54,76 30,61 15,36
Mais de 1750 até 2600 Mais de 3000 138,95 73,29 31,67
Mais de 2600 até 3500 252,33 137,41 69,97
Mais de 3500 449,56 230,93 106,11

Categoria B:

Escalão de Cilindrada Taxas Escalão de CO2 Taxas
(em centímetros cúbicos) (em euros) (em gramas por quilómetros) (em euros)
Até 1 250;  28,15  Até 120  57,76
Mais de 1 250 até 1 750 56,50  Mais de 120 até 180 86,55
Mais de 1 750 até 2 500 112,89  Mais de 180 até 250 187,96
Mais de 2 500 386,34  Mais de 250 321,99

 

O Multiplicador anual segundo conseguimos perceber deverá manter-se inalterado nos seguintes valores:

Mutiplicador Anual
Ano de aquisição Coeficiente
2007 1,00
2008 1,05
2009 1,10
2010 e seguintes 1,15

 

Adicionalmente existe um imposto temporário com os seguintes valores:

IUC Adicional 2015

 

Resumindo se tem um carro de 2011 a gasóleo com 2000 de cilindrada e que tem emissões de 150g/km de emissões, pagará 112,89 + 86,55 * 1.15 = 229,36. Somando a este último 20,12 euros, temos 250,48 € de IUC para um carro normal.

Fica hoje em dia fora do orçamento de muita gente sequer o pensamento de ter um carro, estas contas realmente pesam quando se está a comprar um carro.

Fica também a dica ao governo, que cobra imposto na compra, nos seguros e anualmente, e que chamar imposto único fica muito longe da sua definição original, mesmo com o novo acordo ortográfico.

 

partilhar

Deixar uma resposta