A dívida portuguesa aplicada à economia lá de casa!

Os juros da dívida portuguesa ultrapassaram outra vez os 4%. Este é o nível que a DBRS considera a linha a partir da qual a dívida fica desconfortável. Se os juros se mantiverem nestes níveis a única empresa de rating de dívida poderá rever o nosso rating.

Fazendo umas contas simples, vamos retirar os zeros para o comparar ao rendimento de uma casa, falando assim em milhares de euros.

Lá em casa pediu 236.000 euros de empréstimo.

Tem receitas anuais de 38.000 euros.

Paga juros de 8.260 euros (assumindo a taxa de 3,5%)

Cria uma riqueza de 180.000 euros.

Tem gastos de 20,4% da riqueza criada, ou seja 36.270 euros.

Ora bem, somando 36270 euros (gastos) + 8260 (juros) euros dará 44.530 euros.

Gasta 44.530 euros e ganha 38.000 euros, ou seja, todos os anos tem que pedir nova dívida de 6530 euros.

Caso consigam fazer isto em vossa casa, avisem-me. E toca a comprar dívida deste excelente investimento.

PS: se tiverem números mais exactos não hesitem em comentar o artigo.

partilhar

Deixar uma resposta