Vales Infância o que são e como funcionam?

Os vales infância, são destinados a crianças até aos 7 anos. Funcionam como bonificação para o trabalhador e devem ser vistos como um apoio aos trabalhadores. Estes não devem ser retirados da remuneração do trabalhador, mas sim colocados como acréscimo aos seus rendimentos.

Qual o valor máximo de vale infância a atribuir?

O valor máximo a atribuir a cada trabalhador deve ser em medida razoável, tendo em conta a dimensão da empresa. Os valores entregues aos trabalhadores são isentos de IRS, bem como de TSU.

Este atributo, pode ser efetuado, mesmo que seja aos sócios gerentes, desde que trabalhadores da empresa.

Logo não existe um valor máximo definido, dando às finanças alguma margem para recusar valores que achem excessivos.

Benefícios para os trabalhadores

Caso seja trabalhador e a empresa apoie a família, todos os apoios “devem” ser pagos via vale infância. Pelo menos é essa a opção que várias empresas dão aos seus trabalhadores. Assim em caso de suporte à família de 500 euros, esse estaria sujeito a IRS pago pela via normal. Caso o seu IRS fosse de 15% teria que entregar 75 euros às finanças. No caso dos vales infância, não está sujeito a imposto.

Benefícios Vale Infância para a Empresa, em Sede de IRC

A empresa que pague estes valores aos trabalhadores, poderá majorar o seu custo em sede de IRC em 140%, ou seja, se a empresa pagar este valor em vales infância, poderá ver deduzidos dos seus lucros 140% do valor pago.

Saiba também o que vão os Vales Educação

Custos de emissão destes vales?

Pois como tudo, as entidades que emitem estes vales também têm que pagar as contas ao fim do mês, assim sendo, tente negociar uma taxa benéfica para a sua empresa, entre 5 a 7% parece-nos razoável.

Onde são aceites os vales infância?

Antes de aderir a estes produtos confirme com a entidade a quem vai contratar este serviço que a instituição de ensino onde está a sua criança, aceita este tipo de vales sociais.

partilhar

Deixar uma resposta