Como Comprar Acções

Como já vimos atrás, para comprar e vender acções precisa de ter uma plataforma que permita fazer essa transacção. Geralmente estas plataformas são de simples utilização e de execução rápida.

A vantagem de comprar acções a partir de um computador é que pode entrar e sair dos papeis em qualquer momento (dentro dos horários de mercado).

Por outro lado, investir directamente requer algum conhecimento de mercado e dedicação para o estudo dos activos a investir. Esta dedicação depende do horizonte de investimento.

Por exemplo, um investidor de curto prazo deve monitorizar suas posições diariamente para decidir o momento certo de comprar ou vender determinadas acções.

Os investidores mais experientes e de curto prazo, tendem a comprar e vender no mesmo dia. Esta operação tem o nome de “day trading”

Estas operações diárias tiram partido de pequenas variações nos títulos. Este tipo de trading requer um acompanhamento ao minuto, para a entrada/saída do papel ser no momento correcto.

Por outro lado, se o seu objectivo é o longo prazo, rever quinzenalmente ou mensalmente as suas posições é o suficiente.

Nos mercados de acções, a longo prazo (salvo algumas excepções), todos os activos tendem a valorizar. Esta estratégia tem o nome de buy and hold (comprar e segurar).

Existem outras formas de investir em acções, os clubes de investimento. Estes clubes agregam vários investidores e reduzem os custos com comissões e com tempo dispendido a analisar acções. Conseguem também juntar um maior capital.

No caso de não querer comprar acções directamente, mas mesmo assim retirar partido dos mercados financeiros, pode investir em fundos de investimento. Estes fundos são geridos por profissionais e são em tão grande número que pode investir em quase todos os sectores dos mercados financeiros. Esta gestão, porém, não é gratuita. Os gestores de fundos cobram comissões, que são uma percentagem do dinheiro sobre gestão.  Estas comissões geralmente variam entre 0,7 e 2,5%.