Saiba como Ganhamos 12% ao ano com investimentos P2PLer Mais...

O que causa a variação nos preços?

Uma das mais frequentes dúvidas de quem se inicia na bolsa é “porque variam os preços das acções?”.

Porque é que as acções da SONAE SGPS custam 0,4 € e as da EDP custam 2,50 €? Será que isso acontece porque a administração da EDP é melhor do que a da SONAE?

E porque é que as acções da SONAE custavam 1 €, agora custam 0,4 € e chegaram a estar a 1,8 €?

Como vimos, quando uma empresa é lançada em bolsa (IPO), essa empresa é auxiliada por instituições financeiras que calculam aproximadamente o seu real valor. É então definido um preço relativamente justo.

De certo modo, pode parecer injusto as empresas definirem o seu próprio valor mas, o mercado, acaba por saber o valor real. Caso o valor da IPO não seja aproximado do real e, em condições normais, a empresa acabará por não atrair investidores. Consequentemente a IPO será um fracasso, isto é, a empresa acabará por não conseguir atingir os objectivos a que se propôs.

Ao subscrever uma IPO passa a ser dono da empresa e está qualificado para receber a sua parte dos lucros, dividendo e crescimento das acções. Logo, matematicamente, se a empresa cresce 20%, seria de esperar que as suas acções também se valorizassem 20%.

No mercado financeiro geralmente a matemática acaba por não ser seguida à regra. Os mercados são movidos por pessoas e essas mesmas pessoas estão sujeitas a várias emoções como o medo e a ganância. Logo, não podemos dizer que exista uma relação directa entre o crescimento da empresa e o crescimento do valor das acções.

Como em qualquer mercado a oferta e a procura, determinam o preço das acções. Estas forças fazem mover o mercado.

Estas forças aplicam-se para um título em particular, cada qual tem as suas próprias forças de oferta e procura. A diferença de preço entre acções nada tem a ver com o falado acima.

Para entender isto, é preciso lembrar que uma acção é a fracção unitária do património de uma empresa. O valor de uma empresa é a soma do valor de todas essas fracções. Este valor é conhecido como valor de mercado da empresa.

Temos então um novo factor: número de acções emitidas pela empresa. Assim sendo, o valor da empresa é o número de acções vezes o valor da acção.

Logo, não tendo em conta a realidade das empresas em questão, a SONAE pode valer 0,4 € e ter 10 acções emitidas (Valor = 40 €) e a EDP valer 2,50 € e ter apenas duas acção emitidas (Valor = 5 €). Apesar de ter um valor menor, a SONAE acaba por valer mais do que a EDP que tem um valor por acção superior.